Toxoplasmose: mitos e verdade

A toxoplasmose é uma doença infecciosa de características muito variáveis. Ela é popularmente conhecida como a doença do gato, embora seja transmitida pela ingestão de carne e vegetais crus. Em muitos casos, os sintomas da toxoplasmose podem não se manifestar ou serem confundidos com os de uma gripe e a pessoa nem fica sabendo que se infectou.

A doença permeia os pesadelos de muitas gestantes, que são constantemente alertadas pelos médicos sobre o risco de comer carne crua, ou mal passada, e de manter contato com gatos. O exame de toxoplasmose é solicitado no pré-natal e permite saber se já houve infecção no passado e também detecta uma nova infecção. A doença pode ser transmitida ao feto quando a gestante é infectada pela primeira vez durante a gestação, trazendo consequências devastadoras.

Mas e mulheres que possuem gatos, como lidar com eles? Precisa doá-los para evitar o contágio e não prejudicar o feto? Em busca dessa resposta fomos até o blog Louca dos Gatos onde a veterinária Angélica Lang Klaussner, especialista em felinos, respondeu essa questão.

“LDG: a gestante pode ter contato normalmente com seus gatos?

Dra. Angélica: a gestante pode e deve ter contato normalmente com seu gato. Para deixar essa relação segura, basta fazer o exame de toxoplasmose e ambos, que a neura vai embora.”

Mesmo com o exame é preciso tomar alguns cuidados!

Os gatos que se alimentam de carne crua têm mais chances de desenvolver a doença, por isso é sempre mais seguro alimentá-los com ração. A gestante deve evitar manusear as fezes dos animais de estimação, mas não tendo quem possa fazê-lo, é super importante usar luvas de borracha e lavar bem as mãos após a limpeza. É preciso também passar água fervente na caixa de areia pelo menos uma vez por semana e dar banho no gatinho.

Dado os cuidados com os animais se faz necessário ficar de olho na própria alimentação! Não se deve ingerir água que possa estar contaminada, carnes cruas ou mal passadas, ou alimentos crus mal lavados.

De qualquer maneira é imprescindível consultar um veterinário para o bichinho e fazer o acompanhamento pré-natal, pois somente especialistas saberão como e quando solicitar exames, interpretar resultados, orientar e tomar as providências necessárias.

 

Aproveite para consultar um ginecologista e tirar suas dúvidas!

Cadastre-se no boaconsulta.com para receber mais dicas de como cuidar da saúde!

Compartilhe: