Sossego eterno contra as más lembranças

Transformar em realidade o que era apenas ficção. É o que a pesquisa da Wester University (Califórnia, EUA) promete. Segundo o estudo, é possível suprimir da memória lembranças desagradáveis. Sobretudo as lembranças relacionadas a memórias traumáticas e ao período de abstinência de drogas.
A pesquisa realizada em camundongos descobriu a localização exata da área cerebral em que memórias profundamente negativas ou ligadas à adição química são acionadas: o córtex pré-límbico. Quando os cientistas estimularam um subtipo de receptor de dopamina da área (tipo D1), conseguiram impedir que essas memórias negativas viessem à tona no cérebro dos ratos.
O estudo lembra o tema do filme “Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças” (2004), no qual o protagonista “apaga” as memórias de um  relacionamento que não deu certo. A diferença é que a pesquisa não apaga as lembranças. Só as impede de virem à mente de modo involuntário. É como se as recordações estivessem guardadas em um quarto no qual você só entra quando der vontade.
Ficção cientifica à parte, a descoberta abre um novo campo de tratamento contra a dependência de drogas e transtorno de estresse pós-traumático, ambos problemas psiquiátricos graves e de grande prevalência no mundo inteiro.

Fonte: ScienceDaily

Encontre um psiquiatra: http://www.boaconsulta.com

Foto por Philip Bitnar: http://migre.me/cfBrQ

 

Compartilhe esta notícia com os links abaixo:

Compartilhe: