Saiba mais sobre o Reumatismo, seus tipos, sintomas e tratamentos

Muitas pessoas chamam de reumatismo qualquer doença que provoque dores nas juntas das mãos, joelhos, cotovelos e ombros. Segundo a literatura médica, porém, o conceito de reumatismo é amplo e engloba mais de 200 tipos diferentes de enfermidades (gota, artrite reumatoide, artrose (osteoartrite), lúpus eritematoso, febre reumática, etc.) que podem acometer qualquer órgão do organismo e não apenas as articulações.

A febre reumática, por sua vez, causada por uma cepa de estreptococos que infecta a garganta, é uma doença secundária que se manifesta nas crianças. Além de dores nas articulações, também pode causar lesões nas válvulas cardíacas. O lúpus eritematoso, outra doença reumática, é responsável por danos em quase todos os órgãos, especialmente nas articulações, coração, fígado, pulmões e rins.

Nas pessoas com mais idade, o tipo mais comum da doença conhecida pela denominação genérica de reumatismo é a artrose, também chamada de osteoartrite, osteoartrose ou doença articular degenerativa, um processo doloroso que acomete principalmente as articulações do joelho, do fêmur com o quadril, da coluna cervical e lombar, a última articulação dos dedos das mãos e se transforma num fator limitante que compromete a qualidade de vida. Caracteriza-se pelo desgaste da cartilagem articular, com perda de elasticidade e de agilidade. Os maiores alvos desse diagnóstico são as pessoas mais idosas, cerca de 20% da população aos 40 anos e quase 100% aos 80 anos.

As doenças reumáticas inflamatórias são causadas pelo ataque de agentes infecciosos, como bactérias, fungos e vírus, ao tecido fundamental para a lubrificação e alimentação das articulações. A artrite reumatóide, um dos mais freqüentes casos de inflamação aguda, caracteriza-se por um processo inflamatório sistêmico que agride a articulação e o revestimento que a envolve, chamada membrana sinovial. Acometendo de 1 a 4% de toda a população, essa enfermidade acarreta severa limitação de movimentos, comprometendo a qualidade de vida das pessoas de todos os grupos etários.

O tratamento das doenças reumáticas consiste na administração de drogas analgésicas e antiinflamatórias, de injeções locais de corticosteróides (infiltrações), de medicamentos próprios para o controle da doença e fisioterapia.

No tratamento das doenças reumáticas, a fisioterapia proporciona ao paciente uma reeducação física e funcional através do alívio da dor e da rigidez articular, da recuperação dos movimentos, do reforço e do relaxamento muscular e da prevenção ou tratamento das deformidades. Quando o paciente já apresenta sequelas definitivas, a fisioterapia auxilia na reabilitação profissional, desenvolvendo ao máximo o potencial residual existente, adaptando este paciente às novas condições de vida.

Todos esses benefícios podem ser obtidos por um programa de fisioterapia elaborado especificamente para tratar o paciente como um todo, levando-se em conta não somente o que o paciente está apresentando, mas também tentando atuar nas causas dos sintomas.

Fonte: http://www.saudecominteligencia.com.br

Imagem: http://oqueeh.com.br/

Procure um bom reumatologista:

BOTÃO-CONSULTA2

Compartilhe: