Poluição do ar associada ao autismo

 

O autismo é uma disfunção mental cujas causas ainda são um mistério para a ciência. No entanto, algumas possíveis causas, como herança genética vêm despontando no horizonte. Agora, em uma descoberta infeliz para os habitantes das grandes cidades brasileiras, pesquisadores encontraram uma ligação entre a poluição do ar e o desenvolvimento do autismo em crianças.
O estudo produzido pela americana University of Southern California analisou mais de 500 mães de filhos autistas e não autistas e comparou sua exposição diária à poluição do ar produzida por carros e caminhões, especialmente dióxido de nitrogênio. Os cientistas  descobriram que os filhos de mulheres que haviam sido expostas a grandes níveis de poluição tinham mais do que o dobro de chances de nascer autistas.
Uma causa provável do resultado são as inflamações provocadas pelas micropartículas e sua interação com genes relacionados ao autismo. A pesquisa alerta para mais um grave problema de saúde pública causado pelo uso indiscriminado de combustíveis fósseis.

Fonte: ScienceDaily

Foto por Southworth Sailor: http://migre.me/c6aXF

Encontre um psiquiatra:

http://www.boaconsulta.com

 

Compartilhe esta notícia com o slinks abaixo:

Compartilhe: