Nova arma na guerra contra a calvície

A calvície é cada vez mais presente na população mundial. Só nos EUA, cerca de 40% dos homens na faixa de 18 a 49 anos sofrem com a perda de cabelos. Mas agora uma pesquisa aponta um novo meio de combater a calvície. O estudo chefiado por George Cotsarelis, da Universidade da Pensilvânia (EUA), descobriu que um composto químico conhecido como prostaglandina D2 (PD2) é encontrado em grau elevado de concentração no sangue de pessoas calvas. Ao bloquear receptores celulares de PD2 em camundongos no laboratório, Cotsarelis observou que os pelos dos animais continuaram a crescer até mesmo depois de eles alcançarem idade avançada. No futuro, o pesquisador pretende usar bloqueadores de PD2 em uma solução tópica para uso em humanos. Segundo o cientista, a guerra contra a perda de cabelos ainda está longe de ser ganha. “As pessoas pensam que fazer cabelo crescer é como cultivar grama”, diz Cotsarelis. “Mas é um processo muito mais complicado. É como tratar câncer.” No entanto, a nova técnica promete ser uma importante arma na guerra contra a calvície.

Compartilhe: