Minelida traz novas esperanças contra o câncer de pâncreas

O adenocarcinoma ataca o pâncreas e é um dos tipos de cânceres mais letais que existem sendo que a razão de cura é de apenas 20% e a sobrevida média é de somente 6 meses. É o 8° tipo de câncer que mais mata no mundo e o 5° nos países ocidentais. No entanto, a minelida, uma substância já utilizada no tratamento de outros tipos de câncer, pode ser a chave para mudar as tristes estatísticas descritas.
Estudos recentes já haviam demonstrado que uma substância chamada  diterpenoide era eficaz contra os adenocarcinomas., mas que por sua diluição em água ser muito difícil, o uso como quimioterapia tornava-se inviável. Agora os pesquisadores da Universidade  de Minnesota descobriram que a minelida, uma substância sintetizada e patenteada pelos laboratórios da universidade, inibe uma proteína essencial para a proliferação das células cancerígenas, a HSP 70, fazendo com que o câncer se desfaça.
A previsão é que a droga já comece a ser testada em humanos em 2013, podendo ser introduzida no mercado em poucos anos.

Compartilhe: