Livro desmascara indústria alimentícia nos EUA

salt sugar fat

Sal, açúcar e gordura. É essa a tríade responsável pela epidemia de obesidade que atinge o mundo. Nos EUA, mais da metade da população está acima do peso. No México, o índice de obesos triplicou nas últimas três décadas.

E a principal culpada disso é a indústria alimentícia, que abusa desses três elementos – sal, açúcar e gordura – na produção dos alimentos que chegam aos supermercados.

Quem diz isso é o autor Michael Moss, autor do livro “Salt Sugar Fat”, que mostra como “os gigantes da comida nos fisgaram”.

O livro, que foi tema de uma reportagem da Folha de S. Paulo nesta segunda-feira, revela uma séria de “maquinações” da indústria para tentar disfarçar a população sobre suas práticas.

Diz um trecho da reportagem:
“Em 1999, o tema foi colocado em discussão em uma reunião secreta dos gigantes da indústria. Para alguns deles, era preciso pelo menos mostrar interesse em reduzir o potencial engordativo da comida processada, ligada a alguns tipos de câncer.

A tentativa fracassou sem nunca ter decolado. No fim da apresentação, Stephen Sanger, então presidente da General Mills, disse que os consumidores compravam o que queriam e queriam o que fosse saboroso. ‘Não venham me falar de nutrição’, disse.

De fato, a indústria não só oferece o que o consumidor quer mas faz com que ele queira mais. Essa magia, diz Moss no livro, é obtida pela manipulação das quantidades de açúcar, gordura e sal em cada alimento para ativar os nossos centros de prazer.

Mesmo com toda sua sedução e poder, a indústria foi obrigada a se adaptar às exigências de entidades de defesa do consumidor e a agentes regulamentadores.
Esses últimos, porém, se mostraram ao longo dos anos presas fáceis do lobby corporativo, demorando para agir e formulando regras aquém do recomendado por médicos e ativistas.”

Ao consumidor, diz o autor, só resta se informar. O livro está à venda na Amazon.

Leia a reportagem completa.

LEIA TAMBÉM:
Saiba como decifrar os rótulos dos alimentos
Refrigerantes podem causar 180 mil mortes por ano
Assista: ‘Muito além do peso’

Compartilhe: