Gordinho, mas feliz

Estudos recentes têm encontrado um ligação consistente entre obesidade e depressão. Enquanto pessoas obesas tendem a desenvolver quadros de depressão, pessoas depressivas têm mais chances de se tornarem obesos.
Entretanto,  cientistas da Macmaster University, nos EUA, diriam que a afirmativa acima nem sempre é verdadeira. Segundo os pesquisadores, uma variante do gene FTO, ligada ao desenvolvimento da obesidade, pode estar prevenindo seus portadores contra a depressão.
Os cientistas analisaram os dados de  um estudo que abarcou 17 mil indivíduos e amostras de DNA vindas de 21 países. Eles chegaram à conclusão de que pessoas com a variante do FTO têm 8% menos chances de desenvolver depressão.
O achado adiciona mais uma base molecular às causas da depressão e pode ajudar em um tratamento integrado do transtorno e da obesidade, ambos epidemias mundiais.

Fonte: Psychcentral

 

 

Encontre um endocrinologista:

http://www.boaconsulta.com

Compartilhe: