Exercícios físicos preservam o cérebro de idosos

Na terceira idade nosso cérebro começa a perder neurônios em uma velocidade cada vez mais alta. Essa perda de matéria leva a problemas como perda de memória e falhas no raciocínio que atingem grande parte da população na terceira idade. Porém, pesquisadores escoceses descobriram que idosos que se exercitam regularmente beneficiam-se não apenas física, mas também mentalmente das atividades.
O estudo da Universidade de Edimburgo escaneou o cérebro de mais de 700 idosos acima de 70 anos e os comparou entre os que praticavam e os que não praticavam exercícios físicos regulares. Além disso, verificaram se os idosos participavam de atividades intelectualmente estimulantes.O resultado foi que o cérebro dos sedentários havia “encolhido” três vezes mais do que o dos esportistas.Tanto a matéria cinzenta, composta de células nervosas, quanto a matéria branca do cérebro, responsável pela comunicação no órgão encontravam-se mais preservadas nos idosos ativos.
Agora os cientistas irão buscar exatamente quais atividades proporcionaram uma preservação cerebral mais efetiva para que, no futuro, melhores terapias possam se desenvolver.

 

Foto: http://goo.gl/BMMvH

Compartilhe: