Estudo Liga esquizofrenia à Desigualdade Social

ESTUDO LIGA ESQUIZOFRENIA À DESIGUALDADE SOCIAL

Um alerta para o Brasil. Em estudo inédito, pesquisadores da Universidade de Cambridge descobriram uma ligação entre indicadores sociais e esquizofrenia.
O estudo analisou o índice de casos de esquizofrenia nos bairros da região leste da cidade de Londres, conhecida por sua diversidade étnica e cultural, e os relacionou a 3 fatores sociais: densidade demográfica, privação econômica, como desemprego e criminalidade, e desigualdade social.
A pesquisa descobriu que cada ponto percentual que o bairro apresentava nos indicadores de desigualdade social e privação econômica aumentava em 4 por cento a incidência de esquizofrenia e doenças similares na população. Os bairros mais pobres e desiguais também tendiam a ser mais densamente povoados.
Estudos anteriores já haviam demonstrado uma maior prevalência de doenças mentais nas grandes cidades, mas esse é primeiro que faz a ligação com a desigualdade social. Ele vem ajudar na formulação de políticas públicas, especialmente em países extremamente desiguais, como o Brasil, ou em megalópoles como São Paulo, onde 3 em cada 7 habitantes possuem um transtorno mental.

Fonte: PsychCentral

Encontre um psicólogo: http://www.boaconsulta.com/

Foto por Fernando Stankuns: http://migre.me/cqgPI

BOTÃO-CONSULTA2

Compartilhe esta notícia:

Compartilhe: