Entenda como funciona e quais são os métodos da Dieta Ravenna

“O vínculo entre os obesos e a comida funciona da mesma forma que o do alcoólatra com a bebida e, o do cigarro com os fumantes.” Ao desvendar esta relação do envolvimento humano com seus vícios, o psicanalista argentino Máximo Ravenna, desenvolveu um programa que promete eliminar 10% do peso em um mês.

Ravenna, a dieta, que leva o sobrenome do psicanalista argentino, alia uma forte restrição de calorias a exercícios físicos e um tratamento específico no combate a compulsão, ou seja, os três pilares básicos da saúde: alimentação, atividade física e mente. Os objetivos para estabelecer o peso ideal, só são fixados após vários exames, quando é feita a medição das porcentagens de gordura corporal e massa magra. Só depois é definida a dieta e a atividade física, de acordo com as características e necessidades de cada indivíduo.

Foi com esta dieta que Fernando Rocha, o apresentador do programa Bem-Estar da Rede Globo e a Presidente Dilma, Luiza Trajano e o ex-jogador de futebol Maradona, entre outros famosos, emagrecerem tanto, em tão pouco tempo. Assim como outras dietas, a Ravenna, como é chamada, possui duas fases muito importantes: inicialmente, há uma grande perda de peso; depois, é conseguir manter o que conquistou, onde os alimentos antes, totalmente proibidos, serão reintroduzidos de forma lenta e gradual no dia a dia. A atividade física deve ser moderada no início, progredindo conforme as metas são atingidas.

O mais complicado é ultrapassar os primeiros dias

Com o início de qualquer dieta restritiva os primeiros dias onde há um corte radical de alimentos com carboidratos a maioria dos pacientes reclama de dores de cabeça. “O carboidrato é o combustível do corpo, principalmente do cérebro. Com a falta dele o organismo entra em um processo de cetose, que é a quebra de proteínas, explica a nutricionista Anna Testa, especializada em personal diet e atendimento nutricional. A cetose é um estágio do catabolismo que ocorre quando o fígado usa os depósitos de gordura como fonte de energia. “Então o organismo vai em busca de outras fontes de alimento, por isso ocorrem as dores de cabeça. O ideal, segundo Anna é ter alguma fonte de carboidrato na dieta”.

Não existe dieta milagrosa

“A maioria das pessoas muito obesas, é que já são obesas há muito tempo. É preciso tratar a compulsão sim, Mas, o ideal é emagrecer aos poucos, com saúde, trabalhar os hábitos alimentares, fazer uma mudança de estilo de vida permanente”, diz ela. E a especialista ainda acrescenta que “o ato de comer em geral e em publico, pois nem sempre comemos sozinhos, e uma alimentação equilibrada permite melhor qualidade de vida e uma melhor vida social”.

Não perca tempo, agende uma consulta com um especialista e cuide de sua saúde.

Post Colaborativo por CLINICA ROBERTA CONEJO

Compartilhe: