Emagrecer X Perder Peso

Nove em cada dez pacientes que consultam algum nutricionista têm a mesma queixa: “Preciso emagrecer”. Isso quando a frase não aparece em sua forma mais completa: “Preciso emagrecer rápido!”. Como tudo hoje em dia, as pessoas querem tudo pra ontem. As capas das revistas da área da “saúde” estampam diversas possibilidades de como as pessoas podem (como elas mesmas dizem) eliminar, derreter, desintoxicar, perder, enxugar os quilinhos extras.

Todas essas possibilidades levam a pessoa a acreditar que de fato seja muito fácil e simples emagrecer 3 kg em uma semana, por exemplo. Mas será que de fato isso é fácil ou possível?

Para fazermos essa conta precisamos diferenciar emagrecer de perder peso. Perder peso significa subir em uma balança hoje e pesar, por exemplo, 70 kg. Depois de uma semana você sobe novamente na balança e está pesando 67 kg. Ou seja, em uma semana houve o decréscimo de 3 kg de peso. Mas isso significa necessariamente que houve o emagrecimento? Não!

Emagrecer significa tornar-se mais magro, ou seja, ter mais massa magra e/ou menos gordura no corpo. Uma pessoa pode conseguir isso de três formas: aumentar a massa muscular (massa magra), diminuir a quantidade de tecido adiposo (massa gorda) ou a somatória dos dois. E emagrecer, que é o objetivo principal, não é fácil nem rápido!

Para emagrecer 1 kg, precisamos de um déficit energético de, aproximadamente, 8000 kcal. Logo, para emagrecer 3 kg precisamos de um déficit de 24.000 kcal. Se pensarmos em uma semana, isso significa que nos 7 dias teríamos que ter um déficit diário de 3000 kcal! Fácil, não? Na prática, com o gasto de energia médio, isso significa que a pessoa teria que correr uma maratona (42 km) por dia, durante os 7 dias!

Com isso, o que é importante entender é que as pessoas não engordam de um dia pro outro. Logo, não adianta querer emagrecer da mesma forma… os dois são processos crônicos. Não há magia ou pílula milagrosa (pelo menos nada que seja legalmente comercializado e que não coloque em risco a vida do indivíduo).

O emagrecimento é sempre acompanhado de uma redução do volume corporal. O importante é sentir a roupa ficando larga, medidas diminuindo! Por isso, se quiser emagrecer esqueça a balança!


Dra. Mariana Fontana
Graduação em Nutrição – Centro Universitário São Camilo
Pós-graduação em Fisiologia do Exercício – UNIFESP
Pós-graduação em Transtornos Alimentares pelo Ambulim – IPq HCFMUSP
Nutricionista do PROTAD (do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas)
Nutricionista do Instituto Vita (SP)
Palestrante convidada da Faculdade de Educação Física e Esporte – EEFE – USP

Compartilhe: