Dr. Responde: quebrando preconceitos!

Aproveitando o Dia do Psicólogo, resolvemos falar sobre esse assunto que sempre gera polêmica.

A Psicologia é uma ciência relativamente recente no mundo e novíssima no Brasil. Talvez essa seja a origem da desconfiança frente ao tratamento psicológico. Quando dizemos que a Psicologia é uma Ciência, significa que existe um método científico para investigar os processos psíquicos e comportamentos humanos, e para identificar e tratar possíveis alterações da mente e comportamento.

O método científico é universal e foi experimentado (testado) diversas vezes afim de se atingir uma teoria. Portanto,há um conjunto de conhecimentos relativos à mente e ao comportamento do indivíduo.

Conversamos com a Dra. Cássia Bittens sobre as dúvidas mais comuns que envolvem o Psicólogo:

 

Quando se deve procurar um psicólogo?

Deve-se procurar um psicólogo quando existe uma situação de crise/conflito na vida cotidiana, impedindo a pessoa de executar suas tarefas diárias.  Uma situação de crise não significa uma situação ‘ruim’. Uma promoção no emprego pode tirar o sono da pessoa e, consequentemente, dificultar sua concentração no trabalho.

Outra razão para se procurar um psicólogo é quando a pessoa, sozinha, não consegue encontrar uma solução para uma situação que a incomoda. O psicólogo, por ser uma figura isenta, não faz julgamentos, não estabelece valores e nem manifesta emoções. Ele ajudará o paciente a descobrir alternativas ajustadas e pertinentes para tal situação. Por exemplo, escolha profissional.

As pessoas que dejsam conhecer melhor a si mesmas, os seus próprios porquês, encontrarão a assistência adequada nesse profissional.

 

Quem vai ao psicólogo é doente mental ou doido?

No senso comum, doente mental ou doido é aquela pessoa que não tem contato com a realidade, que rasga dinheiro. Existem pessoas que, de fato, não têm contato com o real, neste caso dizemos paciente está com transtorno mental gravíssimo. Normalmente essas pessoas frequentam hospitais psiquiátricos, onde são atendidas por uma equipe multidiscplinar, que também inclui psicólogos. 

No consultório psicológico, a maioria dos casos relaciona-se à ajuda para superar uma situação de crise ou de um problema complexo. na vida, em algum momento, mulheres e homens poderão necessitar de uma orientação especializada, para encontrar a solução adequada e, consequentemente, ter melhor qualidade de vida. Entre as situações podemos citar: perdas, timidez, dificuldades de relacionamento e direcionamento profissional.

 

Existem vários tipos de tratamento?

Sim, pois dentro da Psicologia existem diferentes correntes teóricas.

Contundo, a finalidade do tratamento psicológico é a mesma: a melhora na qualidade de vida. A técnica de alcançar esse  objetivo, depende da especialidade do psicólogo. Porém, deve-se levar em conta se essa especialização é autorizada e validada pelo MEC e/ou reconhecida pelo Conselho Federal de Psicologia.

Não existe técnica melhor ou pior, pois todas foramcomprovadas cientificamente. O essencial é que haja uma relação profissional, de confiança e respeito entre psicólogo e paciente.

 

Sobre a psicóloga:

A Dra. Cássia Bittens é  graduada pela Universidade São Marcos (UNIMARCO), Especialista em Psicoterapia Psicanalítica pela Universidade de São Paulo (USP).   Membro efetivo da Associação de Psicoterapia Psicanalítica. Trabalho consultório particular, há mais de dez anos, atendendo  jovens e adultos.

 

Cadastre-se no boaconsulta.com para receber mais dicas de como cuidar melhor da sua saúde!

Compartilhe: