Dicas para evitar um Acidente Vascular Cerebral (AVC)

 

De acordo com estudos e prognósticos,  cerca de meio milhão de mulheres terão um acidente vascular cerebral (AVC) ainda este ano. O AVC é responsável pela morte de cinco milhões de pessoas no mundo a cada ano, de acordo com a OMS. No Brasil, a doença mata mais que o infarto: são mais de 100 mil pessoas por ano, segundo o Ministério da Saúde. Outro dado alarmante é que um em cada seis brasileiros corre risco de sofrer um derrame.

Embora pouca se possa fazer sobre as duas principais causas, idade e histórico familiar, há muitos outros fatores possíveis de controlar. “Conhecimento é poder”, diz Dr. Natalia Rost, professora associada de neurologia na Harvard Medical School e diretora adjunta do Serviço de AVC agudo no Massachusetts General Hospital. “Se você sabe que um fator de risco em particular é ficar sabotando a sua saúde e correndo um maior risco de acidente vascular cerebral, você pode tomar medidas para aliviar os efeitos desse risco.”, afirma.

A Health Watch Harvard Mulher listou algumas dicas que ajudam a mulherada a limitar as chances de um AVC. Mas esses pequenos conselhos servem também para os homens, dá uma olhada:

* Reduza a pressão arterial – hipertensão arterial não controlada duplica ou até quadruplica o risco de AVC.É preciso monitorar a pressão e se esta for alta, tratá-la;

* Perca peso– a obesidade e as complicações ligadas a ela, incluindo pressão alta e diabetes, elevam as chances de um derrame. Para as pessoas que estão acima do peso, perder menos de 10 quilos pode diminuir o risco de ter AVC;.

* Faça mais exercícios – o exercício contribui para a perda de peso e redução da pressão arterial, mas também é visto como um redutor de acidente vascular cerebral. Um estudo publicado na revista Stroke revelou que as mulheres que caminharam três horas por semana tinham menos probabilidade de ter um derrame do que as mulheres que não fizeram a atividade;

* Tome  aspirina infantil –  o estudo ‘Iniciativa da Saúde da Mulher’ descobriu que que mulheres com mais de 65 anos de idade, que tomaram uma aspirina infantil por dia, conseguiram reduzir o risco de AVC.  A aspirina impede a formação de coágulos. No entanto, é preciso conversar com um médico primeiro.

 

Aproveite para consultar um neurologista e fazer um check up!

 

Fonte: Harvard Health Publications 

Compartilhe: