Descoberto sistema de “coleta de lixo” do cérebro

Conforme o tempo passa, substâncias tóxicas nocivas para as células vão sendo criadas em nosso organismo. Um dos meios pelo qual o corpo humano se livra de algumas dessas substâncias – como excesso de liquido e proteínas – é uma por um método de escoamento natural: o sistema linfático. Os vasos do sistema linfático são facilmente identificáveis em muitas partes do corpo. Mas uma delas era exceção: o cérebro. Até agora.

Cientistas da Universidade de Rochester Medical Center (Nova York, EUA) encontraram um sistema de excreção mais sutil que os vasos linfáticos comuns operando em meio aos neurônios do cérebro. “Parecia mesmo muito estranho que um órgão tão importante e ativo não tivesse um sistema especializado de remoção de resíduos”, afirma Jeffrey Iliff, líder do estudo. “Remover o “lixo” de um orgão é tão vital quanto a nutrição apara o funcionamento perfeito dele”, afirma. Os cientistas acreditam que a falha desse sistema que recebeu o nome de glinfático – por conta do papel das células glia cerebrais no escoamento de resíduos – está envolvido em vários tipos de doenças degenerativas mentais, como o Alzheimer.

Compartilhe a notícia nos links abaixo

Compartilhe: