Como reconhecer imunodeficiências

Médicos se mobilizam para promover o diagnóstico precoce

Diarréia constante, lesões na pele e infecções persistentes. Esses são alguns sintomas que devem ser investigados em bebês – eles podem sinalizar o mau funcionamento do sistema imunológico.

A imunodeficiência primária é um problema geralmente detectado tardiamente. Crianças e adultos que têm a doença são mais suscetíveis a infecções e doenças como o câncer e a diabetes.

Estima-se que pelo menos 160 mil brasileiros tenham alguma imunodeficiência primária, mas apenas 2 mil estão em tratamento – 18 mil aguardam o diagnóstico. Mas o Brasil terá uma melhora considerável no diagnóstico e tratamento da doença. Médicos e todo o mundo se reuniram para criar uma Escola São Paulo de Ciência Avançada em Imunodeficiências Primárias.

A primeira medida do grupo é educativa: um folheto que explica como reconhecer os problemas ainda nos primeiros meses do bebê. O grupo quer incentivar a pesquisa e sensibilizar os médicos – crianças que têm imunodeficiências, por exemplo, não devem tomar algumas vacinas.

Saiba como reconhecer o problema:

056-059_Imunodeficiencia_206

Compartilhe: