3,4% dos ataques cardíacos são causados por estresse no trabalho

Pessoas que são muito cobradas no trabalho, mas têm pouca liberdade para tomar decisões correm sério risco de sofrer um ataque cardíaco. Segundo uma pesquisa feita com 200 mil pessoas em sete países da Europa, trabalhadores que sofrem com o estresse tem 23% mais chance de ter problemas cardíacos em comparação com os colegas menos estressados. Além disso, 3,4% dos ataques do coração podem ser atribuídos ao trabalho.

A pesquisa foi feita com pessoas que trabalham e nunca haviam tido nenhuma doença arterial coronariana e concluiu que o estresse tem influência no coração. “Nossas descobertas indicam que a pressão no trabalho está associada a um aumento pequeno, mas consistente, do risco de ter um primeiro evento de doença coronariana, como o ataque cardíaco”, disse o pesquisador Mika Kivimaki, da University College London, à agência Reuters.

O grupo de Kivimaki, porém, alerta que o estresse ainda tem uma pequena parcela de culpa se comparado ao cigarro, responsável por 36% dos ataques cardíacos, e ao sedentarismo, culpado por 12% de todos os eventos do tipo. Ou seja, mesmo que nem sempre se possa fazer algo para diminuir o estresse no trabalho, largar o cigarro e praticar exercícios pode salvar seu coração.

Compartilhe: